0800 022 3460 • (21) 3405-3460 • 98130-2049 • 3405-3465

Fale Conosco

Tipos de poço e Aquíferos

Poços em Rochas Cristalinas

Denomina-se genericamente de rochas cristalinas aquelas que permitem a construção do poço com a utilização de revestimento somente na parte do capeamento de solo, sedimento ou de rocha inconsistente. As rochas cristalinas por terem porosidade e permeabilidade quase nulas,o fluxo da água ocorre através de descontinuidades representadas pelas fraturas e fissuras geológicas que se constituem como meio de transmissão e armazenamento da água. São rochas em geral de natureza ígnea ou metamórfica, além das sedimentares muito duras como os arenitos muito litificados e os calcários. Todas estas rochas permitem que as paredes do poço se sustentem drenando a água diretamente para o interior do poço perfurado.

Poços em Rocha Sedimentar

As rochas sedimentares são rochas de baixa coesão com espaços intergranulares entre os grânulos que as compõem. Esta característica faz com que a água seja transmitida através da intercomunicação entre os espaços vazios ao longo de um gradiente hidráulico (permeabilidade) e armazenada quando não há transmissão (porosidade). Neste tipo de formação geológica as paredes do furo não se sustentam na vertical (desmoronam) e por isso poços construídos nestas regiões devem ser revestidos com tubos de revestimento com intercalação de revestimento ranhurados (denominados filtros) para que ocorra a transmissão de água para o interior do poço.

Poços Mistos com Aquífero
Fissurado e Poroso

São aqueles onde a parte superior perfurada é constituída de rochas sedimentares e, na parte inferior, por rochas cristalinas. Em função desta condição geológica, o poço é construído, como um poço em sedimento com a colocação de revestimentos e filtros no domínio das rochas permeáveis e porosas e, sem revestimento, na parte inferior, domínio das rochas cristalinas onde o aquífero é fraturado.

Os fluídos de perfuração

A utilização de um fluido é essencial na perfuração de um poço. O sucesso da operação depende da composição e das propriedades do fluido escolhido que pode exercer diversas funções como:

  • Carregar o material cortado pela broca e transportá-lo para a superfície através do espaço anular do poço.
  • Resfriar e limpar a broca.
  • Reduzir a fricção entre o colar da coluna de perfuração e as paredes do poço.
  • Manter a estabilidade da seção do poço não revestida.